A importância do Sindicato

    Voltando ao tempo da escravidão, muito antes da palavra “Sindicato” surgir no nosso vocabulário, os escravos já se uniam e se organizavam visando a libertação e condições dignas de vida e trabalho. Os sindicatos, como conhecemos hoje, surgiram na revolução industrial que teve inicio na Inglaterra e em poucas décadas se espalhou para vários países no mundo. Nessa época as condições de trabalho eram precárias e os trabalhadores explorados: a jornada de trabalho era de 14 horas diárias, por sete dias na semana, os salários eram muito baixos e não contemplavam sequer as necessidades básicas para manutenção da vida.


    Devido à carga horária excessiva e às péssimas condições de trabalho, os acidentes eram frequentes e muitos trabalhadores foram mutilados ou muitos perderam suas vidas.


    Os sindicatos, primeiramente, eram grupos isolados de trabalhadores que, não aceitando a situação, se organizavam nas fabricas para lutar contra a exploração desmedida dos patrões. Infelizmente, nos tempos atuais, ainda não conseguimos por fim à exploração do homem pelo homem, nem construir uma sociedade justa e igualitária. No entanto, graças à organização dos trabalhadores em sindicatos, conquistamos alguns direitos que amenizam essa situação. Não podemos esquecer que para chegarmos onde estamos hoje muitos trabalhadores foram perseguidos, perderam seus empregos, foram agredidos, espancados e até mortos porque lutaram em defesa dos interesses da classe.


    O sindicato tem grande importância na vida dos trabalhadores. É ele que tem garantido por lei o poder de negociar direitos e garantias que visam o bem estar dos trabalhadores. Um sindicato em que existe união da categoria com certeza trará melhores condições de vida e de trabalho a todos.


    Você, trabalhador, filie-se ao seu sindicato, seja participativo! Leve ao seu sindicato sua contribuição pois será muito bem-vinda e nós, diretores e funcionários do SINTRALAV, estaremos sempre com as portas abertas para recebê-lo.